Guarda flores entre as paginas dos livros achando que quando secarem seus sonhos se realizarão....... desenha flores nas aguas do rio e vê formas nas nuvens que passam..... Não é louca..... apenas não gosta do mundo que vive .Quer sair.....mais sabe que morrera nele.......um dia...... Adriana Martins

Amigos


.................abri as janelas
horizontes sem  sons
céu de palavras ausentes
Silencio....

Silencio sentido  no  vazio
dentro do  coração
e da alma
apenas escuto o  silencio
Quero ficar  no  meu  refugio
ate que as  sombras se transformem
 em  portas para que eu atravesse essa solidão
Chove
Gotas de  chuvas deslizam pela  janela como  lágrimas
respiro...
 o  tempo e a dor
a dor que  me cerca
 me recolho a um canto e sonho
sonho que   reviro  no  baú das  lembranças esquecidas
 sofro
Sinto o  vazio que me abraça
de repente .....acordo...
 e
  fecho  novamente as  janelas da minha  alma.....

2 comentários:

  1. Sonha sempre, mas não feches as janelas da tua alma...
    Gostei do teu poema, querida amiga, é magnífico.
    Adriana, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Há que levar a vida como um sonho, deixar o sonho comandar a vida, fazer do silêncio, sorrisos e das tristezas, meras gotas num imenso oceano de alegrias e amor...

    Gostei do poema...

    Saudações poéticas

    ResponderExcluir