Guarda flores entre as paginas dos livros achando que quando secarem seus sonhos se realizarão....... desenha flores nas aguas do rio e vê formas nas nuvens que passam..... Não é louca..... apenas não gosta do mundo que vive .Quer sair.....mais sabe que morrera nele.......um dia...... Adriana Martins

Amigos


......acordei cedo e estou aqui
 sentada na  beira desse  rio que  me  conhece
 mais do  que eu
 é aqui que   choro e deixo  minhas  tristeza
 para que sejam  levadas  para longe de  mim
Ontem  estava  escuro,
 tive  medo
Amanheci aqui vendo as  aguas
 irem  de  um  ouro profundo a  um azul  escuro
Campos que  te  amo  tanto,
 para   onde  venho cada  vez que  morro,
 que  me deixo ferir
que   tomo  decisões que  me matam  um  pouco
Gosto daqui,
onde  essa  rio  corta a cidade  ao  meio,
da  ponte   velha de  ferro,
onde  me  debruço  muitas   vezes  pensando
Um  dia  vim  aqui,
 ainda  criança
 e  senti que  meu  coração pertence a esse  lugar
é  uma ligação de seculos,
 tenho a certeza que  ja  morei aqui
 no  tempo    dos  canavias e da  escravidão
sinto essa  ligação
O  velho  sobrado do  rio....que  me atrai,
 onde  fico   horas parada 
apenas  olhando....    
e  imaginando como seria a vida  ali.....
A  velha  igreja da  praça  com seus  santos barrocos
 a velha fazenda de  cana,
o  cheiro  adocicado dos doces
o  por  do  sol.....

Não   pude trazer  alguem que  amei  para  ca
 mais sei  que eu    dia  eu mesmo  virei para ficar
Campos que  te  amo  tanto
que  me acolhe sempre quando  preciso..
e me  tras  de  volta a   vida....

Nenhum comentário:

Postar um comentário