Guarda flores entre as paginas dos livros achando que quando secarem seus sonhos se realizarão....... desenha flores nas aguas do rio e vê formas nas nuvens que passam..... Não é louca..... apenas não gosta do mundo que vive .Quer sair.....mais sabe que morrera nele.......um dia...... Adriana Martins

Amigos

..sinto a vida que  me  foge a cada  dia
antes ate lutava...agora   não
apenas espero  que a  morte  chegue ...
que  venha   branda
 tranquila 
como uma  tarde   quente   de  verão.....
e que eu  possa  voar
 numa  grande  nuvem de  borboletas ate o  meu  destino
que esqueça de  tudo
 e  de   todos
 e apenas seja eu
 e mais  ninguem
que  fiquem os sonhos
que  fiquem as lembranças 
que  fique a saudade  e a dor
e  que eu possa ser apenas ...
 uma  borboleta voando...
solitaria   para o  infinito !!

Um comentário:

  1. Temos às vezes que morder o licor que foi sentido pela a língua.Estive na tua cidade e nela fiz as minhas "cartas cariocas". É doce chegar ao ápice de um sabor e conhecer a sua delícia, o seu frescor e o seu prazer em satisfazer o campo celeste da imaginação. Sucumbe-te pelo o íntimo, e nesta trilha sempre recolhes de ti mesma os aromas agraciados pela a tua saliva. Céus! Se eles saltitasse poderíamos tocar em cada superfície dos seus ardores e levá-os a boca! Eis que continua a refletir essência no brilho ímpar da tua boca, e a mulher em ti cata cada gota do bálsamo que é evocado pelos os teus desejos. A mulher se levanta e no seu âmago deitam licores que brotam do seu espírito. É cheio de mimos a harmonia que se apresenta aos nossos olhos dos teus escritos! Há uma dualidade porque, ler e se sonha, e no sonho, o coração se agita para viver a sua realidade! Constrói em ti a visão aguçada de especiarias que tempera as emoções. Solta-te a tua boca e com ela faça alcançar a beleza singular de uma alma de mulher que sonha e sente prazer ao se olhar, porque, assim, doce e suave, expostos em linhas métricas, com a sua harmônia, são os teus belos versos que fazem até a língua de quem ler adormecer e sentir o gosto de um sonho... Ah! O teu rio é tão belo, cabe tanto para a cidade como para a mulher... Amei tua cidade...SUS!

    ResponderExcluir