Guarda flores entre as paginas dos livros achando que quando secarem seus sonhos se realizarão....... desenha flores nas aguas do rio e vê formas nas nuvens que passam..... Não é louca..... apenas não gosta do mundo que vive .Quer sair.....mais sabe que morrera nele.......um dia...... Adriana Martins

Amigos


Da minha janela
vejo a  vida que  passa...
e
brinco  no meu carrocel de delírios
com a poesia e a  fantasia

Meus  poemas são  escritos  no vento
que passa....uivando nessa  solidão...
Será  que um dia
enxergarás  minha alma
que  se esfumaça
aqui dessa  janela
de onde  espreito a  vida
entre sonhos  , poesias  e  miséria
O  tempo  também  brinca
de acasos e ocasos
e
quem sabe um dia  me envolva em  seus braços
e nesse caso
eu  saia da janela e
pela  porta entre  novamente na vida...........

Um comentário:

  1. A poesia sai pela janela da alma...
    Belíssimo poema, gostei imenso.
    Bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir