Guarda flores entre as paginas dos livros achando que quando secarem seus sonhos se realizarão....... desenha flores nas aguas do rio e vê formas nas nuvens que passam..... Não é louca..... apenas não gosta do mundo que vive .Quer sair.....mais sabe que morrera nele.......um dia...... Adriana Martins

Amigos


e...quando amanhece, e a porta do bau ainda esta aberta, devagar puxo meus olhos para dentro e busco minhas reliquias, e vejo somente perguntas....de todo sentimento que permanece, nada de respostas. Não há quem possa, nem de va, somente a nós nos cabe, reler o passado, ou megulhar fundo acima do medo...e poder arriscar a vida, que tão curta, não nos damos tempo de vive-la. Um poema que fica todo dia a ser escrito, e uma realização que deita a cada dia quando sol nosso de cada dia se despede, e a loucura do medo fica...que desespero de andar de maos soltas e pes presos na incapacidade do viver o suicidio do amor...tudo esta no meu bau.
Carlos Grion

Nenhum comentário:

Postar um comentário