Guarda flores entre as paginas dos livros achando que quando secarem seus sonhos se realizarão....... desenha flores nas aguas do rio e vê formas nas nuvens que passam..... Não é louca..... apenas não gosta do mundo que vive .Quer sair.....mais sabe que morrera nele.......um dia...... Adriana Martins

Amigos


...das poucas palavras, uma imensidão,
dos longos minutos de silencio, somente gritos ouço,
das gargalhads nas praças vazias,
um poema que nunca se acaba....
das frases ditas nas linhas que vivemos,
assim fica....
soberano este sentimento, que inunda de dilemas,
onde estamos
e pra onde vamos?
Cadê nosso tempo?
coisa rara,
 nossas madrugadas nebulosas...
sentir o sol acordar desejando nunca mais dormir...
o amor realmente....
.............................................é  coisa  rara

3 comentários:

  1. ...um poema que nunca se acaba....
    entre parenteses, virgulas e pontos, nunca há um ponto final. Por eterno que seja, raro esteja.
    O tempo?
    Ampulheta vazia, pinga grãos, numa infinidade de sonhos, abertos para o universo...raro!
    Parabéns à você!

    tio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ..eu sei que é vc...
      sempre você...sempre
      Adriana

      Excluir
  2. È tanta beleza pra comentar, que me perdi de mim. Deixo meu beijo.

    ResponderExcluir