Guarda flores entre as paginas dos livros achando que quando secarem seus sonhos se realizarão....... desenha flores nas aguas do rio e vê formas nas nuvens que passam..... Não é louca..... apenas não gosta do mundo que vive .Quer sair.....mais sabe que morrera nele.......um dia...... Adriana Martins

Amigos

Um poema de alguem especial


...o amor...
um ponto, aqui, lá...andando.
dois pontos..assim juntos..so dois..
você, e eu?
o amor...um mar, uma saudade, varias dores!
deixei-te só, fiquei ausente, ausente dos meus dias, ferindo suas noites.
o amor, este vagabundo presente nas madrugadas frias, andarilho de malas vazias, esquecido...
Eu, um ponto cego...não vi,não toquei, mereci?
Eu, covarde apaixonado, louco sonhador, solitario.
Voce...sempre será, sempre estará, sempre.
Voce..

2 comentários:

  1. Entrei e vi uma chuva de poesias, não sei qual a mais bonita, fica aqui uma pergunta quem é Carlos Grion? as poesias se encontram sempre entre você e ele, como se houvesse uma sintonia muito alem do meu entendimento. Parabens Adriana,sempre que entro aqui me sinto preso, como se cada poesia sua tivesse uma sequencia que nos prende irremediavelmente aqui

    ResponderExcluir
  2. Como disse Bentinho: “uma estar dentro da outra, como o fruto dentro da casca” Poderíamos por acaso, separar aqui a poetisa da mulher? Claro que não...! Isso porque, há na bela poetisa o licor adoçante que adoçam os lábios e funde o seu espírito em um belo festim, onde à sua alma rejuvenescedora, sempre sai a passeio nas trilhas das flores de pétalas esparsas que são lançadas, através do seu pensar criativo, onde se deleitam à sua imaginação fértil, traduzindo assim, no seu silêncio, a grandes variedades de sonhos que agregados, eis que explodem em forma de cores e perfumes celestiais e doces...! E também, eis que vem sentir o teu cheiro e odores, todos os espíritos que têm sede e fome da tua variada campa! Percebi que muito te seguem e te procuram! Ora! Que seja tu o bálsamo que possa trazer aos corações sensíveis; os prazeres e sonhos que saem dos teus poemas! Que possa tu ser os suspiros recônditos das almas que te visitam e sentem a tua doçura e o teu gosto! Lá em cima falei que não é possível separar a poetisa da mulher, mas é possível agrupá-las! Colocar uma com a outra frente a frente e aí perguntar ao coração: qual das duas é a mais bela. A poetisa que escreve ou a mulher que vive e respira...! Bem, neste caso ficarei com o fruto, porque, certamente, a casca passará pelas às minhas mãos. E, como uma ostra ferida esconde o mais rico dos brilhantes, ao abrir-se... Eis que tu cintilas; como o brilho do diamante, só há uma única diferença: “Tu és vida poetisa!” Continue a cintilar o teu imenso grito de amor, porque, segue-te todos aqueles que têm fome e sede...! E devo agradecê-la pela a tua visita, afinal... Quem gosta de mel sempre vai às flores sorver o seu néctar e perfume! E quanto a isso... a tua língua é afinada! Quanto ao mistério da fonte da tua inspiração, ora...! O que importa é que tudo aquilo que guarda nas entrelinhas dos teus pensamentos são teus e são lindos...! Viva-o, quer seja na forma de versos, quer seja na forma de suspiros...! Tchau...

    ResponderExcluir